As 5 melhores estratégias de marketing para e-commerce

7 de junho de 2016

Existem inúmeras estratégias de marketing para e-commerce, mesmo assim, o erro mais comum de todos empreendedores é achar que ao colocar seu site no ar, já terá visibilidade e começará a vender. Infelizmente, a realidade não é esta.

 

Sendo assim, neste post estão listadas as melhores estratégias de marketing que acreditamos ser fundamentais para que sua loja online chegue ao maior número de usuários e você consiga convertê-los em vendas. Ficou curioso? Vamos lá!

 
marketing-e-commerce

1. Links patrocinados do Google

Talvez a mais fácil e tradicional forma de atrair tráfego para seu site seja esta. Google Ads consiste em “alugar” palavras-chaves que são relevantes para o seu negócio realizar uma venda. Por exemplo, você é uma loja de cosméticos online, portanto você pode comprar a palavra “Shampoo marca X”, que quando uma pessoa pesquisar no Google, você aparecerá entre as primeiras opções como forma de anúncio.

Vantagens: é uma ação relativamente simples para aparecer e focada no curtíssimo prazo, considerando que se você começar a pagar hoje, amanhã você já estará no topo das pesquisas no Google.

 

Desvantagens: é uma ação que normalmente custa caro, principalmente se o seu mercado for bem disputado e muitas pessoas quiserem comprar as mesmas palavras-chaves que você. Consequentemente, o seu CAC (Custo de aquisição de cliente) será elevado. Além disso, se você parar de comprar estas palavras-chaves, seu tráfego volta à estaca inicial.

 

Essa estratégia é extremamente recomendável para e-commerces de nicho, que possuem palavras-chaves normalmente mais baratas, devido a menor competitividade. Porém, isto não impede de usar tal ação em mercados competitivos, mas trate de estudar bem as palavras-chaves e considerar contratar um especialista para cuidar de sua campanha a fim de aperfeiçoar o seu ganho.

 

2. Marketing de Conteúdo

Esta estratégia de marketing para e-commerce tem se tornado cada vez mais popular no Brasil e ajudado várias empresas a terem um crescimento de visibilidade orgânica no Google.

Mas então, o que é de fato é marketing de conteúdo?

Segundo um dos maiores especialistas desta vertente no Brasil, o fundador da Rock Content, Vitor Peçanha, marketing de conteúdo significa:

Marketing de Conteúdo é uma maneira de engajar com seu público-alvo e crescer sua rede de clientes e potenciais clientes através da criação de conteúdo relevante e valioso, atraindo, envolvendo e gerando valor para as pessoas de modo a criar uma percepção positiva da sua marca e assim gerar mais negócios.

Como você pode fazer isso?

De maneira simples, através da criação de um blog onde você postará conteúdos como artigos, e-books, vídeos e outros materiais valiosos sobre o seu mercado, para que o Google te enxergue como uma autoridade no seu assunto e comece a posicionar sua marca nas primeiras posições, sem que você tenha que pagar por isso, como no caso de links patrocinados.

Vantagens: você pode literalmente criar uma máquina de tráfego e geração de leads para seu e-commerce a um custo muito baixo. Além de poder criar uma autoridade na internet sobre o seu segmento potencializando a confiança que seus clientes possuem em você.

 

Desvantagens: É uma estratégia com foco no médio e longo prazo, portanto, você não conquistará um tráfego grande através do blog da noite para o dia. Outro ponto importante, para abordar esta estratégia não basta apenas entender sobre o assunto, é fundamental que você tenha conhecimento em SEO, para que seus artigos sejam bem escritos para a web e conquistem espaço nos mecanismos de busca.

O mais interessante sobre esta abordagem é que a maioria dos comércios eletrônicos no Brasil ainda possui grande resistência a ela, por se tratar de resultados no médio/longo prazo, porém, se você quer ser um empreendedor digital de sucesso, não deixe isso te abalar e comece hoje, para que este resultado se adiante para o dia mais próximo possível.

 

Fale com um consultor

 

3. Marketing nas Redes Sociais

Você estar presente nas redes sociais de fato é muito importante para sua loja online, pois este é o local onde você criará o relacionamento com seu consumidor e utilizará de estratégias para fidelização e compras recorrentes.

Em primeiro lugar, saiba que seu e-commerce não precisa estar em todas as redes sociais e sim naquelas que seu público está mais presente. Ou seja, dispender um grande esforço para estar no Pinterest, em alguns mercados, pode significar uma completa perda de tempo e dinheiro para sua empresa.

A principal rede social que você deve estar presente, normalmente é o Facebook.

Utilize esta rede para divulgar promoções interessantes de sua loja, interagir com seus clientes, e “humanizar” sua loja online. Você pode utilizar, por exemplo, Facebook Ads, para realizar anúncios segmentados em sua rede social,  por exemplo, você faz um anúncio de um brinco e solicita que isso apareça apenas para mulheres de 18-30 anos, no bairro X.

Vantagens: Ele pode ser utilizar para se ter uma abordagem tanto no curto ou médio/longo prazo. Ajuda sua marca a ter um contato maior com seus clientes, provocando um aumento da fidelização.

 

Desvantagens: Dependendo do modo que você utilizar suas redes sociais, pode ser um tiro no pé. Cuidado ao fazer postagens polêmicas, e saiba lidar com as críticas para que um contato de um cliente não prejudique a imagem da sua marca.

 

4. E-mail marketing

Esta ferramenta exerce um importante papel na estratégia de marketing do e-commerce, pois você utilizará esta ferramenta não apenas como modo de distribuir suas promoções, mas também para trabalhar a relação com seu cliente e fazer com que ele constantemente se lembre de você com conteúdo valioso.

Antes de tudo, utilize uma boa ferramenta de automação de e-mail marketing, existem várias no mercado, indico normalmente os Mailchimp, Get response, entre outros.

Você precisar entender bem e utilizar com cuidado o e-mail marketing, pois caso você comece a incomodar seus clientes com informações e links desnecessárias, você vai ser observado como SPAM e sua estratégia será em vão.

Você pode instalar na sua loja virtual, um pop-up, para quando as pessoas abrirem seu site solicitar um cadastro, e assim, você aumenta sua base de assinantes e o número de pessoas para manter contato. Outro ponto interessante é ter um rico material para incentivar as pessoas a deixarem seus contatos, por exemplo, você desenvolve um e-book interessante para seu público-alvo e eles só poderão realizar o download caso deixe suas informações. Esta ação potencializa consideravelmente o número de visitantes que deixam seus contatos e você consegue se comunicar regularmente com eles, aumentando sua taxa de conversão de visitantes para vendas na loja.

Vantagens: é uma estratégia que oferece resultados no curto prazo e é relativamente fácil de implantar.

 

Desvantagens: Apesar de oferecer resultado no curto prazo, leva um tempo para criar uma base de assinantes forte e exige o desenvolvimento de ofertas interessantes como materiais ricos para que incentive os visitantes a deixarem suas informações.

 

5. Marketing de referência

Das estratégias de marketing para e-commerce, o marketing de referência talvez seja a mais desconhecida. Esta abordagem nada mais é do que o marketing de boca a boca.

Como assim?

A maioria dos empreendedores de e-commerce não possui nenhum tipo de incentivo para que os clientes compartilhem suas experiências de compras com a sua rede de conexões e isto é uma perda de dinheiro.

A partir do momento que você cria um benefício para quem compartilha sua loja nas redes sociais, você está potencializando que novos compradores apareçam, pois o boca a boca tem uma repercussão gigantesca, já que confiamos quando uma pessoa próxima a nós compartilha conosco algo que gostou.

Vantagens: você consegue aumentar o alcance da sua marca significativamente através do compartilhamento de sua marca pelos seus próprios clientes, aumenta a confiança dos possíveis clientes em sua loja e gera um resultado no curto prazo a um custo baixo.

 

Desvantagens: não é tão simples quanto parece criar um modelo de incentivo ao marketing boca a boca, pois você normalmente utilizará de benefícios que geram algum custo e saber balancear o quanto da sua margem você deve sacrificar para potencializar esta ação normalmente requer um especialista, e neste ponto há um problema no Brasil. Existem pouquíssimos especialistas ou empresas desta estratégia em nosso país, dificultando o trabalho de e-commerces a desenvolverem tal estratégia.

 

E aí, gostou das nossas dicas sobre estratégias eficientes de marketing digital para potencializar a visibilidade do seu e-commerce e aumentar as suas vendas? Deixe um comentário em nosso post, adoraríamos saber a sua opinião!

 

Fale com um consultor

Rafael Faria
Rafael Faria
Co-fundador da Ditiz, formado em Administração no Ibmec-MG e especialista em Inbound Marketing & Sales. Minha grande paixão é ajudar seu negócio a crescer.
//]]>