8 dicas que você não conhecia para vender na Black Friday

Seja esta sua primeira ou sua 6º Black Friday com o seu e-commerce, você com certeza já ouviu 1001 dicas para como vender mais neste evento, não é mesmo?

 

Para adicionar ao conhecimento que você já tem desses materiais que já leu, nós aqui na Ditiz vamos passar algumas dicas mais práticas e outras mais incomuns de se ver, que vão complementar seu conhecimento para maximizar seus resultados no período de maiores vendas online do mundo.

 

Ao longo das próximas semanas iremos cobrir estas sugestões para o período de praparação, o de execução e o posterior à Black Friday, então não deixe de acompanhar nosso blog.

 

Se você já sabe o que é a Black Friday e seus benefícios para seu e-commerce, pode pular para a primeira dica, já que na próxima seção iremos fazer uma introdução.

 

O que é a Black Friday

 

A Black Friday é um evento de origem norte americana que ocorre logo após o dia de ação de graças (o “Thanksgiving”, em novembro) dos americanos onde as lojas queimam seus estoques com descontos impressionantes e fora do padrão do resto do ano.

 

Ela foi muito bem sucedida em criar uma cultura ao redor das compras no período: tornou-se símbolo dos EUA, tornando-se uma data tão celebrada quanto o Thanksgiving e o Natal, em que os consumidores “vão à loucura” e consomem em quantidades muito maiores que o resto do ano.

 

compradores enlouquecidos com as promoções da Black Friday

E vão a loucura, mesmo

 

No Brasil, ela chegou em 2010 sem muito sucesso, e com diversas polêmicas ao redor de ofertas de alguns e-commerces, que muitos consumidores afirmavam ser apenas “a metade do dobro” – diversas lojas aumentaram seus preços logo antes ao evento para enganar o consumidor com “descontos exorbitantes”. Não faça isso! Vamos frizar este ponto diversas vezes, mas saiba desde já que reduzir seu preço antes da Black Friday não é uma estratégia sustentável para seu negócio.

 

1. Garanta que você pode atender ao crescimento de demanda

 

Quando falamos de Black Friday, a primeira preocupação que surge para gerentes de e-commerce é como se destacar de outras lojas e capturar clientes em uma época em que todos estão com boas ofertas. Esta deve, sim, ser a principal preocupação, mas não a primeira.

 

Antes de mais nada, você precisa garantir que a infraestrutura e os processos da sua empresa consegue absorver uma demanda fora do padrão durante o evento. Afinal, você não vai querer devolver dinheiro para os clientes que compraram mas que você não consegue atender, não é mesmo? Ou pior: você não quer seu site caindo no meio de um tráfego alto da Black Friday, correto?

 

servidor queimado

Não escolha um servidor que cede à pressão

 

Então verifique com sua agência, provedor de plataforma e/ou responsáveis pelo código do site até quanto sua loja consegue receber de visitas e interações no site. Se não for suficiente para a meta que você estipulou na estratégia, contrate mais servidores, modifique a arquitetura da loja, ou o que for possível para chegar, pelo menos, 20% acima deste número para garantir uma margem de segurança.

 

Se o site está OK, você deve passar para a próxima etapa: verificar os estoques e capacidade de entrega. Tenha certeza que terá estoque de sobra para o evento para perder vendas e, caso queira investir com maior cautela, verifique com fornecedores a possibilidade de entregas mais rápidas.

 

Quanto à entrega, não ache que uma pessoa empacotando, somente, conseguirá suprir a demanda de mil pedidos no dia 21/10. Lembre-se que para fidelizar seus clientes e incentivar o boca a boca você precisa do melhor atendimento e entrega possível, e isso inclui uma entrega rápida. Mais a frente falaremos também sobre o atendimento e suporte, que merece uma seção exclusiva.

 

controle de estoque desorganizado

Evite um controle de estoque desorganizado como este

 

	Boas dicas de marketing boca a boca para e-commerce

Quer saber como vender na Black Friday?

Cadastre seu email!

 

2. Conheça a saúde e possibilidades financeiras do seu negócio

 

Considerando que você já tem total controle do seu estoque e sabe quanto quer vender de cada produto, você deve analisar a saúde financeira do negócio. Não caia na onda dos “MEGA DESCONTOS”: não dê 60% de desconto para um item cuja margem de lucro é de apenas 50%.

 

Vendas na Black Friday fidelizam menos clientes que em outras épocas do ano, afinal o cliente compra quase que exclusivamente pelo preço. Sendo assim, dificilmente vai valer a pena tomar prejuízos em algumas vendas apenas para conseguir novos clientes e buscar incentivar a recompra posteriormente, isso vai ser difícil. No artigo que vamos colocar em nosso blog sobre o período pós Black Friday vamos entrar em maiores detalhes acerca da fidelização de clientes.

 

muitos descontos desorganizados

E cuidado para não se perder em tanto desconto e cupom diferente!

 

Agora que você sabe quanto você pode dar de desconto em cada peça, considere o lado de seus clientes: qual valor é atrativo para eles que vai convencê-los a comprar na sua loja? Com isso em mentes, estipule seus descontos e as peças e quantidades a venda e faça um mapeamento de Cupons e preços para o evento.

 

Com esses 2 passos você já arrumou a casa, agora está na hora de focar nos clientes!

 

3. Adapte seu site à Black Friday

 

Durante a Black Friday seu site receberá um tráfego maior que de costume, caso você se planejar e agir para isso, mas de nada adianta apresentar aos visitantes uma estrutura comum de ano todo. Os consumidores estão tão acostumados a entrar em grandes lojas como a Americanas e ver um site todo diferente, com grande ênfase em descontos, que quando acessam seu site como ele esteve o ano todo, não se sentem tão induzidos a comprar.

 

Por isso, crie uma seção apenas com os descontos de Black Friday, modifique seu logo para conter as cores preta e vermelha (tipicamente associadas ao movimento), coloque banners mostrando os descontos e dando atenção à promoção, modifique a cor dos menus para preto, ou outras mudanças fazíveis no curto espaço de tempo que falta até a Black Friday. Use e abuse da criatividade, pois é assim que você se diferencia das mais de 20.000 lojas virtuais brasileiras.

 

página exclusiva da black friday no site da LingerieBR

A LingerieBR, por exemplo, faz isso muito bem!

 

4. Prepare sua equipe/software de suporte

 

equipe de telemarketing feliz

Tenha sua equipe simpática e feliz como nas imagens cliché de telemarketing

 

Lembra do que estávamos falando de fidelização de clientes que compram na Black Friday e de como o bom atendimento pode fazer a diferença nesse número? Esse atendimento necessariamente passa pela equipe e/ou software de suporte.

 

Seja a pessoa que nunca comprou na internet e está com dificuldades em processar o pedido, ou a pessoa que ficou na dúvida em como funciona um desconto para um dado conjunto de produtos, todos os visitantes merecem um suporte de qualidade. Mesmo que alguém não realize a compra, caso seu atendimento fosse ruim, essa pessoa iria falar mal da sua marca por um bom tempo.

 

Para deixar seu time de suporte afinado:

  • Pague horas extras durante o evento, se possível, para garantir o máximo de tempo de atendimento, a saber que muitas das compras da Black Friday se dão de madrugada;
  • Treine todas as pessoas para atenderem com maestria as objeções e problemas mais recorrentes;
  • Garanta as ferramentas para que atendam ao clientes da maneira mais eficiente. Se possível contrate softwares de atendimento como a Zendesk ou a Acelerato.
  • Motive a todos e se disponha a auxiliar no que for necessário durante essa jornada.

 

Ah, e não se esqueça de incluir uma página de FAQ específica para dúvidas que possam vir a surgir na Black Friday.

	Boas dicas de marketing boca a boca para e-commerce

Quer receber outras dicas e conteúdos exclusivos sobre como aumentar as vendas no seu e-commerce?

Cadastre seu email!

 

5. Invista em AdWords e SEO para palavras-chave estratégicas

 

Você já conhece seu produto e mercado e acabou de definir os descontos da promoção. Com base nessas informações, você deve estruturar qual vai ser a sua estratégia de posicionamento em mecanismos de busca.

 

Utilize o Keyword Planner da Google para planejar quais vão ser as palavras-chave que seu e-commerce irá otimizar para o evento. Saiba que este deve ser um trabalho feito previamente, se possível desde a edição anterior da Black Friday, então se você ainda não fez isso, comece desde já para colher excelentes frutos ano que vem.

 

busca "lingerie black friday" no google com a LingerieBR em primeiro lugar

Lembra da página da LingerieBR? Com ela e o foco no SEO, eles conseguiram passar na frente da Valisere e Posthaus no Google!

 

Comece com combinações como “(nome do produto ou mercado) black friday”  e analise quais palavras chave dão o maior retorno para o seu negócio.

 

Além da busca orgânica do SEO, procure também investir em Google AdWords para um ganho mais rápido e momentâneo para bater sua meta de vendas. No entanto, tome cuidado: o visitante durante a Black Friday, na média, é mais difícil de converter através de buscas genéricas, já que busca diversos outros sites além do seu.  Além disso, o custo por clique (CPC) no AdWords dispara durante o período.

6. Anuncie seus descontos previamente para montar uma base de emails

 

Garantir leads para o seu e-commerce é essencial. Criar sua base de emails de pessoas similares ao seu público alvo e persona é uma estratégia extremamente efetiva para converter vendas regularmente a um custo por aquisição (CAC) baixo. E a Black Friday é a oportunidade para você crescer sua lista de interessados.

 

É nesse período em que estão todos em busca de descontos maravilhosos e dispostos a deixar suas informações em qualquer lugar em troca de cupons. Aproveite isso com essas dicas:

 

  • Coloque um banner no site prometendo “descontos de até X% durante a Black Friday”, que quem quiser pode cadastrar o email para receber os cupons antes de todos;
  • Faça publicações com objetivo e formato similar no Facebook Ads com formulários integrados para interessados preencherem sem mesmo sair do feed de notícias do Facebook;
  • Relembre sua base atual sobre sua marca utilizando alguma Newsletter em sua estratégia de email marketing, chamando para fazerem parte da lista exclusiva para Black Friday, e separe a lista original e gera da lista de pessoas interessadas no evento.
  • Crie essa chamada de atenção para os descontos no formato de “opt-ins” ou “pop-ups” para capturar o visitante que não reparou no Banner.

 

Opt-in do Walmart para capturar email da Black Friday

A primeira imagem no site do Walmart: dá uma grande tentação de deixar o email, não é mesmo? Imagina para quem quer comprar?

 

Nos próximos artigos sobre Black Friday vamos explicar como tirar o máximo de proveito desses emails.

 

7. Anuncie sua marca como participante no movimento Black Friday

 

O movimento Black Friday é cada vez mais impulsionado e auxiliado pelo E-commerce Brasil, que coordena através do Black Friday Legal um portal para lojas que vão se engajar na Black Friday do respectivo ano se inscrevam e possam ser acessadas por visitantes que buscam comprar.

 

Site do Black Friday Legal

O site do Black Friday Legal já garante a captura de email de alguns compradores para fazer o email marketing.

 

Para reforçar seu SEO e conseguir tráfego através das referências neste portal, registre-se no Black Friday Legal e garanta seu selo que você pode, inclusive, adicionar ao seu site e aumentar a conversão devido à confiança dos visitantes.

 

Sites similares como o BlackFriday.com.br também fazem o mesmo serviço e merecem sua atenção.

 

8. Prepare sua equipe emocionalmente

 

Como já deve ter visto neste guia, essa fase não vai ser fácil, você terá muito trabalho… E com excesso de trabalho e falta de descanso, chega o stress e improdutividade no escritório, além da própria perda de bem-estar dos colaboradores.

 

Todos já estivemos em um ambiente de trabalho estressante e/ou desestimulante, e sabemos que não é uma sensação boa, não é mesmo? Então, para garantir um período de muita tranquilidade, dê ouvidos e apoio a todos, ofereça comissões compartilhadas entre a equipe para o resultado do evento, conceda a algumas exigências e demandas e mantenha a calma própria.

 

Saiba que pressionar a equipe de pouco vai adiantar, e pode até piorar a situação e deixar clientes insatisfeitos, o que está longe do seu objetivo.

 

Conclusão

 

Como você pode ver, são muitas as variáveis para você se preocupar antes, durante e depois do dia 21 de novembro, mas com a devida cautela e zelo, você com certeza irá alavancar em muito sua loja durante a Black Friday!

 

Ao longo das próximas semanas aqui no blog da Ditiz nós vamos garantir que você esteja confiante para encarar esse desafio e consiga tirar os melhores resultados.

	Boas dicas de marketing boca a boca para e-commerce

Quer saber como fazer durante e após a Black Friday?

Cadastre seu email!
Henrique Cavalieri
Henrique Cavalieri
Colaborador da Ditiz, com vasta experiência no desenvolvimento de startups e pequenos negócios. Ensino empreendedorismo para MEIs e donos de empresas iniciantes das comunidades de Belo Horizonte, sendo o Marketing Digital meu foco.
//]]>