Como construir páginas de e-commerce incríveis!

De uma barra de navegação de alto padrão até o seu conteúdo comum da página, há infinitas considerações quando se trata de construir sua página de e-commerce. No post de hoje, iremos a fazer um passo a passo de como construir páginas da sua loja virtual que sejam verdadeiramente otimizadas e prontas para aumentar suas vendas!

Os elementos de uma fantástica página de e-commerce

 

	Boas dicas de marketing boca a boca para e-commerce

Somos especialistas em marketing digital para lojas virtuais, cadastre seu e-mail e aprenda conosco

Cadastre seu email!

 

  1. Barra de navegação no topo

A navegação no topo precisa fazer algumas coisas. Tem que ajudar as pessoas:

  • Os visitantes precisam entender e saber onde estão na estrutura do site. Simples assim.
  • A barra de navegação precisa dizer algo sobre sua marca. Então, se esta é a primeira vez que alguém está visitando seu site, o que acontece muitas vezes com lojas virtuais, a barra de navegação é muitas vezes, o ponto de entrada para a primeira exposição que o visitante tem para sua marca. Vamos lembrar, a partir do que sabemos sobre  de taxas de conversão, é incomum alguém converter em sua primeira visita a uma marca ou página de um site, mas você pode fazer uma grande primeira impressão. Portanto, a barra de navegação deve ajudar as pessoas a se identificarem com a marca, tendo um sentido para o estilo e os detalhes de quem você é.
  • O visitante precisa saber onde, em geral, onde ele pode ir no site. Onde ele pode explorar a partir dali? Se esta é sua primeira visita ou se esta sua segunda visita ele está buscando aprender mais sobre a empresa, ele precisa ser capaz de facilmente chegar em lugares como sobre a empresa, informações sobre os produtos e o que eles fazem, aprender mais sobre a soluções potenciais e outras informações relevantes do seu negócio virtual.
  • Tenha uma barra de pesquisa. Especialmente para os visitantes da loja que compram repetidas vezes de você, é fundamental ter uma barra onde a pessoa pode procurar aquilo que ela já sabe que você tem e ir direto ao ponto. Lembrem-se, barra de pesquisa não é uma decoração, e sim uma função fundamental para seus visitantes regulares.
  • Você possui algum diferencial competitivo? Ótimo, que tal você incluir isto em uma frase curta e objetiva na sua navegação?!
    Por exemplo: “Possuímos selo de qualidade X”, “Temos frete grátis para todo Brasil”, “Nossa loja é certificada por Y”.
  1. Informação básica do produto

A informação básica do produto tende a ser a parte chave. Vamos pegar por exemplo, uma loja de roupas e acessórios. Você pode ter uma foto de uma bolsa em si, e então você pode clicar para esquerda ou direita, e acontece auto-rolagem para você ver o produto.  Além disso, você precisa disponibilizar mais fotos de quantos compartimentos a bolsa possui e o que uma mulher consegue guardar ali dentro. Portanto, ter uma ótima fotografia do produto, com medidas, são informações fundamentais para o comprador. Esses detalhes básicos podem diferir de produto para produto. Por exemplo, se você está vendendo um produto de tecnologia mais complexo, as características principais podem, de fato, ser bastante subjetivas, e está tudo bem. O importante é se certificar que você está passando as informações principais sobre o produto.

Para você ter certeza que não está errando, aqui vai algumas dicas do que não pode faltar:

  • Tenha uma página do produto que seja visual. Os produtos precisam ter fotos que você consiga visualizar o produto com facilidade. Portanto, nada de fotos sem uma boa resolução ou que o comprador não consiga ver tudo que precisa para realizar a compra.
  • Você pode fazer um vídeo ou uma animação. Se o seu produto é algo que as pessoas gostariam de visualizar como aquilo é usado na prática, teste vídeos e animações. Existem lojas que já testaram essa técnica e obteve excelentes resultados de conversão!
  • Nome destacado, preço e informações chaves. Seja simples, principalmente se você não vende um produto complexo.
  1. Limpe o caminho para o carrinho de compra

Este é um ponto em que muitos lojistas virtuais esbarram. É muito comum vermos em lojas virtuais, 10 chamadas de ações para diferentes locais, onde o lojista se justifica falando que o comprador poderia gostar de visitar página do produto X,Y,Z. A verdade é que quanto mais opções damos e mais complexo ficamos, mais difícil tornamos o processo de decisão de compra do visitante.

Portanto aqui vai algumas dicas:

  • Ajude as pessoas a entenderem o que está disponível.
    Exemplo simples: Você tem uma bolsa, e na página do produto você pode apenas mudar a cor. Não pode mudar o tamanho, material da bolsa, ou qualquer outra coisa. Dessa maneira, a pessoa claramente entende que outras customizações não estão disponíveis na loja.
  • Direcione os visitantes para uma ação principal em sua loja virtual e faça isso de maneira objetiva e simples! Dessa maneira, você facilita o visitante a avançar na jornada de compra.

Se você quiser aprofundar em carrinho de compras, visite este post que damos 9 dicas importantíssimas para baixar a taxa de abandono de carrinho!

  1. Descrições detalhadas das características do produto

Este é o local onde a maior parte do conteúdo da lojas virtuais vivem. Portanto, esta parte precisa conter uma lista de recursos, como por exemplos, todos os tipos de materiais, dimensões, como ele é construído, o que é feito, e o que ele pode armazenar, etc., etc.

O que não pode faltar nesta parte:

  • Ajude as pessoas a saberem o que esperar deste produto. Eu não quero retornos elevados.
  • Você precisa ajudá-los a determinar se o produto se adapta às suas necessidades, se encaixa o que eles estão tentando realizar, se encaixa com o problema que eles estão tentando resolver.
  • Ajude-os a obter respostas rápidas para perguntas frequentes. Se você sabe que muitas pessoas que chegam nesta página possuem uma pergunta “X”. Já deixe a resposta na descrição do produto e não espere até o momento de check-out no carrinho para o comprador se lembrar desta dúvida e desistir da compra.Lembre-se de uma coisa, ninguém compra com dúvida. Saber disso é fundamental para jamais se esquecer de elencar quais dúvidas surgem ou poderiam surgir naquela página de produto e se certificar que estão todas rapidamente explicas de forma clara em sua descrição. Desta maneira, você evita qualquer desistência na fase final de compra e aumenta suas vendas!

 

	Boas dicas de marketing boca a boca para e-commerce

Quer receber dicas para aumentar as vendas do seu e-commerce?

Cadastre seu email!

 

SEO para e-commerce

SEO para páginas de lojas online é baseado em apenas algumas coisas muito, muito simples. Estas coisas são palavras-chave, conteúdo, engajamento, links e, em alguns casos, originalidade. Se você cumprir estes pontos provavelmente estará bem posicionado:

  • Palavras-chave: você chama seus produtos da mesma coisa que as pessoas chamam seus produtos quando eles pesquisam por eles? Se a resposta for não, você tem uma oportunidade de melhorar. Mesmo se você quiser usar um nome de marca, eu sugiro combinar isso com o nome que todo mundo chama suas coisas.
  • O conteúdo está em torno do que está nesta página, e o Google está procurando por conteúdo que resolva o problema do pesquisador. Isso significa fazer todas essas coisas bem e tê-lo em um formato que o Google pode realmente ler. O vídeo é ótimo. Transcrições do vídeo também devem estar disponíveis. Os visuais são ótimos. As descrições também devem estar disponíveis. O Google precisa desse conteúdo de texto.
  • Engajamento que vai vir de pessoas que visitam sua página e não clicam no botão de volta para o Google e clicam em links de seus concorrentes. O que eu quero dizer aqui é, tenha um site que responda as dúvidas do seu visitante, caso contrário ele irá para seu concorrente e poderá encontrar suas respostas por lá.
  • Links externos. Pode vir de blogs. Ele pode vir de alguns domínios de alta qualidade. Pode vir de parcerias. Pode vir de fornecedores. Ele pode vir de fãs dos produtos. Ele pode vir de comentários. Esses links, se eles são de diversos conjuntos de domínios e eles contêm bom texto âncora, ou seja, o nome do seu produto real, e eles estão apontando especificamente para esta página, eles irão ajudá-lo fortemente na classificação do seu site.
  • Atualização. Em algumas indústrias e, em alguns casos, quando você sabe que há muita mudança ou novidades sobre tal produto com recorrência, é necessário atualizar a página com a maior frequência possível com as novas informações que são mais pertinentes e relevantes para o seu público.

 

Bom pessoal, este foi nosso artigo para te ajudar como construir uma página de e-commerce bem legal. Se você gostou, não deixe de comentar e se inscrever em nosso blog para ler mais conteúdo incrível como este.

 

	Boas dicas de marketing boca a boca para e-commerce

Peça uma avaliação gratuita da sua loja virtual ao nosso time de especialistas!

Cadastre seu email!

 

Rafael Faria
Rafael Faria
Co-fundador da Ditiz, formado em Administração no Ibmec-MG e especialista em Inbound Marketing & Sales. Minha grande paixão é ajudar seu negócio a crescer.
//]]>