Google AdWords – um guia introdutório para e-commerce

23 de agosto de 2016

É indispensável o Google AdWords para e-commerce ou lojas virtuais que querem crescer sua representatividade online. Seja uma loja de moda ou de adesivos, seu cliente está procurando seu produto ou relacionados na internet, e provavelmente esta busca começa pelo Google, o buscador mais utilizado mundialmente.

Você já deve ter ouvido falar, mas, afinal, o que é o Google AdWords? Trata-se se um serviço de links patrocinados do Google, para disponibilizar espaços importantes nas páginas de sites de busca aos anunciantes que querem que seus produtos e serviços sejam vistos em todos os lugares do mundo. A ferramenta surgiu na intenção de rentabilizar o tráfego expressivo que o famoso buscador Google começou a observar, três anos após a sua criação, em 1998. Além do AdWords, existem diversos outros no mercado, como o Bing Ads, mas nenhum se equipara em volume e relevância.

 

Ele funciona como um leilão para a exibição de anúncios. O que determina o posicionamento mais favorável para um endereço nos links patrocinados é o valor do lance bem como a qualidade do anúncio.

 

Cada vez mais as pessoas aderem à facilidade de comprar pela internet. A credibilidade é a mesma que comprar em comércios físicos e a comodidade é muito maior. Os empresários estão muito atentos a esse crescimento e os que possuem lojas físicas também investem no online. Nos últimos sete anos,  o mercado de  e-commerce cresceu em mais de 500%. É um valor muito elevado que comprova a necessidade em usar Google Adwords para divulgar a sua loja virtual.

 

Mas por que usar o Google AdWords para e-commerce?

 

O mercado de e-commerces cresceu mais de 500% nos últimos anos e o público está cada vez mais confiante em comprar online, apesar de que 83% dos que não compram online não o fazem por receios e insegurança, o que pode ser reduzido através da indicação de conhecidos. No meio desta onda digital em que cada vez mais as pessoas utilizam a internet, até mesmo os negócios físicos estão disputando leilões do AdWords. Assim, cada vez mais compete-se por espaço no meio online.

 

Assim, estar nas primeiras posições de busca é fundamental para que sua loja online faça sucesso. Com o Google Adwords você consegue tráfego (mais pessoas acessando o seu site) e conversão (pessoas que, de alguma forma, acessam o seu site e se tornam clientes). Os anúncios dinâmicos tornam o seu site mais relevante e o clique mais provável. O anúncio dinâmico é gerado automaticamente com o nome do produto bem como com a URL de destino.

 

Mas é preciso estar atento: algumas campanhas de anúncios são irrelevantes, geram muitos cliques (caros), mas não geram conversão, ou seja, desperdiçando tempo, esforço e dinheiro.

 

Então como começar com o Google Adwords no meu e-commerce?

 

Antes de mais nada, sua campanha precisa ser pensada e organizada de acordo com um objetivo, produto e mercado em mente, e não apenas jogar anúncios com base em “achismos”. Assim, conhecer quem é a concorrência é crucial para o seu sucesso nesta estratégia. Analise quem são eles, como são os anúncios, se os anúncios modificam ou são sempre os mesmos, mapeando quem vende o mesmo que você para visualizar saídas e vender mais. Por isso, não deixe de usar o planejador de palavras-chave do Google ou outras ferramentas mais completas para montar sua estratégia.

 

Por exemplo, direcionar os clientes para a página inicial, de modo a fazer a pessoa conhecer o seu site, pode parecer uma boa, mas nem sempre é o melhor negócio. Direcionar a busca para links diretos de produtos ou campanhas tem uma taxa de conversão maior, na média. Em suma, cada palavra-chave que comprar deve ter sua landing page otimizada.

 

Nunca pare de analisar o que é útil e o que gera leads para o seu negócio. Não adianta iniciar boas campanhas e depois parar de considerar os links patrocinados e o uso do Google Adwords. Estude sempre as novas formas de anunciar no Google, afinal constantemente existem novidades lançadas pela plataforma. Esteja sempre em movimento a fim converter mais vendas e aumentar a credibilidade de seu e-commerce.

 

Você já percebeu que a sua loja virtual tem muito a ganhar com o uso de Google Adwords, certo?

 

Quer receber outras dicas e conteúdos exclusivos sobre como aumentar as vendas no seu e-commerce?Cadastre seu email!

 

Então aí vão 5 dicas práticas para usar Google Adwords para seu e-commerce:

 

  1. Palavras-chave: são elas que diferenciam os anúncios, elas não devem ter muitos termos e devem impactar o público-alvo em questão. Se a sua venda é de tênis, use essa palavra-chave e outras palavras relacionadas como: calçado, corrida, esporte, etc. Insira no anúncio as palavras-chave usadas para chegar ao produto e que não sejam usados pelos concorrentes. As palavras devem ter o melhor custo-benefício, por isso o custo do anúncio não pode ser maior que a margem de lucro sobre o produto que se quer vender.
  2. Acompanhe os resultados: você pode analisar em tempo real e corrigir o mais rápido possível possíveis distorções em sua estratégia. Tenha certeza do seu ROI (retorno sobre investimento) com o AdWords, contando com as ferramentas de sua loja online para medir as fontes de tráfego do site e a origem dos compradores.
  3. Não tenha medo de investir: contanto que você esteja acompanhando os resultados (item 2), e garantindo que o retorno do investimento é positivo, não há problema em gastar com o AdWords. Inclusive, caso ocorra de sua estratégia de palavras-chave estar observando resultado negativo, este pode ser um investimento válido caso seu posicionamento online esteja compensando o gasto, porém este é um cenário mais difícil de estudar, entender e manter sob controle.
  4. Segmente: você deve segmentar os seus anúncios de acordo com o alvo, fazendo segmentações geográficas, de público, dispositivo de acesso, entre outros itens. Isso permite que entre, normalmente, em leilões mais baratos: no exemplo anterior, a palavra “tênis” é altamente disputada, já que o tráfego de usuários para esta tag é maior que para “tênis de escalada”, por exemplo. Além disso, o público que acessar estas palavras mais específicas estará mais próximo de estar interessado em seus produtos, tornando a conversão muito mais possível.
  5. Remarketing: no remarketing a pessoa exibe anúncios para quem já visitou e visualizou o site antes, ou seja, com mensagens personalizadas e direcionadas para o público alvo. Isso, de maneira geral, acaba sendo mais barato, já que quem está buscando novamente por alguma palavra chave específica provavelmente estará mais propenso a comprar, aumentando seu ROI.

 

O Google AdWords é, de fato, uma ferramenta extremamente complexa, mas isto não significa que você deve se afastar dela, afinal seus resultados são comprovados. No entanto, como para toda estratégia de marketing, deve ser extremamente pensada de acordo com seu público alvo, produto, site e orçamento. Se seu tráfego está satisfatório e crescendo organicamente e você ainda não se sente confortável com este tipo de investimento, não hesite em postergar suas aplicações no Google AdWords. No entanto, não deixe de interagir com seus clientes e utilizá-los para promover seu negócio, pois a melhor propaganda é aquela de confiança e gratuita.

 

Quer receber outras dicas e conteúdos exclusivos sobre como aumentar as vendas no seu e-commerce?Cadastre seu email!
Rafael Faria
Rafael Faria
Co-fundador da Ditiz, formado em Administração no Ibmec-MG e especialista em Inbound Marketing & Sales. Minha grande paixão é ajudar seu negócio a crescer.
//]]>